É bingo ou não é bingo!? É Poker!

Imagina se quando você joga um torneio online você pudesse escutar o que todos ali estão falando e resmungando, é bem da verdade que alguns escrevem no chat, mas em um torneio ao vivo você está ali escutando o tempo todo todo mundo, o que pensam, como jogariam uma mão, esse é um dos motivos – apesar que às vezes da vontade – que não uso fone de ouvidos.
Nos lives da vida ando escutando coisas como:

– Ahhh… ta achando que ta jogando bingo?!
– Esse jogador é bingueiro!!!
– Ah lá oh… ó outro all in, esse acha que é bingo!

Muitos jogadores recreativos, que não estudam realmente mal sabem o que estão fazendo, mas o que acontece é que as vezes escuto essas frases em situações que as jogadas são mega normais, se o torneio for turbo então, nem se fala. Vou listar algumas que deveriam ser encaradas com mais naturalidade. Ah, antes, os que costumam falar do bingo, em sua grande maioria, são recreativos.

É all in toda hora! Isso é bingo!!!

Não, ir all in diversas mãos, seguidas ou não, se feito dentro de uma estratégia e obedecendo seu stack não é bingo! Principalmente em torneios turbos ficamos com um stack efetivo baixo a maioria do tempo, quando temos um stack pequeno, na casa dos 10-15bbs, ou enfrentamos um stack nessa casa, muito das vezes a jogada correta é justamente o all in, afinal, não temos uma quantidade de blinds justa para jogar o pós flop, o pote que vamos construir no pós flop será tão parecido com o stack efetivo que ficaremos ‘comprometidos’ facilmente com o pote.

Olha que jogador de bingo, pagou o all in com qualquer coisa!

Lembra que quando o stack efetivo é baixo, talvez o all in seja a melhor jogada?! Agora imagina que um short stack com seus 9bbs vai all in do botão?! Esse short stack e um jogador agressivo, que já foi all in diversas vezes e você sabe que o range dele é gigantesco. O que vai acontecer com o seu range de call ?! Também vai ficar largo, principalmente se você tiver um stack saudável que aqueles 9bbs não comprometam sua jogabilidade. Isso vai justificar alguns calls que as pessoas vão ter a reação de chamar de bingueiro. Porém, se feito corretamente, com a análise da mesa, dos stacks, situações e ranges envolvidos, é a coisa mais natural que tem.

Esse não larga uma parada, não adianta apostar que ele paga todo flop!

É raro jogar um torneio ao vivo e não escutar essa frase! A maioria das vezes que escuto essa frase o jogador está com sua meia razão, a galera é curiosa e não larga mesmo. Disse meia razão por que em algumas situações quem deixou o call aceitável foi justamente o reclamão. Apesar de o Poker ser um jogo de pessoas, há seu lado matemático e quantas fichas estão em jogo, seja para trás ou já no pote devem ser consideradas. Imagina que você subiu 2bbs e tomou 4 calls, no pote teremos pelo menos 10bbs, se você se orientar pelo valor original, vai fazer um size que não é lá muito condizente com o pote, agora se se basear pelo pote vai fazer um valor justo que não “dê odds” ou que aos olhos do parceiro não fique barato de mais. Ter o domínio de quanto tem no pote, quanto tem de stack para trás seu e do adversário é um dos segredos para errar menos e fazer os outros errar mais!

Bom, a maioria das pessoas que estão reclamando desses erros também cometem esses erros ou similares, quem estuda o jogo lembra que as fichas vem justamente de quem erra mais e a missão é errar menos. Então quando o João do Caminhão vai lá e faz aquele erro grosseiro, simplesmente fica feliz por que sabe que o jogo não morreu e mesmo que o baralho o ajude de vez em quando, será uma parcela pequena das vezes.

Abraços,
Ban

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s