O Poderoso Chefão e o Poker #5

Johnny Fontane, afilhado do Vito Corleone vai contar que não conseguia um papel e começa a chorar… bom, lá veio o primeiro tapa e um “haja feito homem!!!”. Não, não vamos esbofetear aquele amigo que está contando parada no break do torneio.

Antigamente falava-se que Poker era um jogo de cavalheiros, hoje em dia também de senhoritas, então nada de dar piti na mesa ou fora dela. Você já viu um profissional, em alguma fase do torneio levantando e gritando feito um maluco pelas suas cartas ?! Provavelmente não. Escolhemos jogar poker, manter a postura e deixar o ambiente agradável é o mínimo.

O ditado que quem não chora não mama é meio verdade, mas não adianta chorar no break, a broca do parceiro não vai deixar de bater.

Outro reflexo de se conter, é que você economiza energia, lembre-se que um torneio é uma maratona, se desde o começo você já está lá se escabelando, depois de horas vai faltar energia para raciocinar.

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s