Como identificar (e combater) o ‘Tilt’

(Texto originalmente publicado no Blog Oficial do PokerStars em 13/08/2015, link original )

 

Quando se fala em “Tilt”, a primeira coisa que vem a cabeça é alguém perdendo as estribeiras em uma mesa de poker, se descabelando e fazendo um monte de “mimimi”, no maior estilo “Phil Hellmuth” de ser. Essa imagem do Tilt veio graças ao poker na TV, e é apenas uma forma de “tiltar”. Há inúmeras outras formas, e por causa desse imaginário muita gente acha que entrar em Tilt é só descontrolar. É normal ver pessoas falando: “eu nunca tilto”. Não é por que você nunca jogou o mouse longe que isso nunca aconteceu com você, e mesmo que você não imagine pode acontecer todos os dias.

ban_post_13_08.jpg

Ivan “Ban” Martins

Vamos definir Tilt como aquilo que tira você do sério, um estado de confusão mental que te faz jogar mãos de maneira incorreta e muito longe do seu “A-game” (seu melhor jogo). Definido o que é Tilt, pergunto: você realmente precisa quebrar um monitor para estar tiltado, ou dar aquele “piti” na mesa que no outro dia vai te render uma bela ressaca moral? Claro que não!

Há inúmeras coisas que tiram você do seu “A-game” e podem levar ao tilt. Para ficar mais claro, vai um exemplo que acontece com todo mundo:

Sono e cansaço. No live acontece bastante isso, a pessoa não dorme direito ou trabalha o dia todo, depois vai lá aguentar a maratona que é um torneio de poker. No começo ela ainda esta descansada, poucas horas depois já está atolando aquele “flush draw” que normalmente não pagaria e solta a celebre frase “Ou dobro ou vou para casa dormir, trabalhei o dia todo!”. No online, se a pessoa não tiver disciplina isso também pode acontecer. Várias vezes vemos jogadores fazendo sessions de muitas horas, mas como está a qualidade do raciocínio ao final do dia? Será que a pessoa está pensando na mão com a mesma qualidade que estava na primeira hora de grind? A tendência é que o jogador saia bastante do seu A-game, fazendo jogadas que não faria normalmente e com uma leve confusão mental por causa do cansaço. Opa, isso não lembrou a definição de tilt?

Isso me fez lembrar quando começamos a praticar esportes para ter um melhor desempenho nas mesas. Algumas pessoas até criticaram a postura de querer ficar mais saudável. Óbvio que correr 30 minutos em uma esteira não vai fazer você compreender melhor um spot, nem tão pouco fazer milagre no seu jogo. Mas com certeza isso vai te ajudar a aplicar melhor aquele conhecimento que já tem, aquilo que aprendeu nas escolas de poker e coachings. Não te fará um melhor jogador de poker, mas te fará jogar melhor poker. Independente do nível do seu “A-game”, você só vai conseguir aplicá-lo se estiver mentalmente bem. É nisso que os exercícios ajudam, da mesma maneira que não levar problemas pessoais para a mesa, não estar pressionado pela importância do torneio ou da premiação.

Cada detalhe conta, então descubra o que tira o seu foco e altera sua forma de jogar, e corrija esses “defeitos”. Quando alguém disser que nunca tilta, desconfie. E claro, não esqueça de apertar aquele jogador que está quase dormindo na mesa!

Abraços,
Ban

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s