Poker e a sociedade em geral.

poker1

Poucas vezes, para não falar nenhuma, fiz textos off Poker, ligados a política ou à algum tema de interesse geral.

Ontem na minha Fanpage fiz um relativamente curto falando sobre a “Maioridade Penal” , muitas pessoas compartilharam suas ideias, algumas interessantes no sentido a favor, outras interessantes no sentido contra, e obviamente algumas perdidas falando abobrinha rs.

Escrever sobre esse tema me deu vontade de escrever sobre outro tema bastante em pauta no nosso meio do Poker, que foi a ação da Polícia Civil no caso do H2 e bem como a legalidade do Poker em si. Não só gosto bastante do tema, como sempre fui muito ligado ao direito e mesmo não tendo concluído tal faculdade ainda leio bastante sobre o tema.

A rápida reabertura do H2 foi uma clara demonstração que os tempos estão mudando, houve uma ação indesejada por parte das autoridades polícias e entrou em ação as pessoas capacitadas para rapidamente mostrar que não era bem assim. Muitos do meio do Poker tomaram um baque, se sentiram em 2005 onde a torto e a direito casas eram interditadas e tinham suas atividades suspensas, cá entre nós, algumas daquela época até faziam algumas coisas erradas, coisa que está longe de acontecer com o nosso caso recente.

Uma coisa que me assusta em casos como esse, não é a repercussão dentro do Poker, é natural as pessoas ficarem assustadas mas ao mesmo estão confiantes com a atuação da CBTH e principalmente do homem forte da linha de frente Igor Federal. O que me gera medo nesses casos é a repercussão que ocorre com aquelas pessoas que desconhecem o dia a dia, que estão assistindo o seu jornal ou noticiário e se deparam com informações deturbadas. Essas pessoas, confiante nos veículos de comunicação que seguem, ou até mesmo naquele apresentador que fica berrando, acreditam que o Poker é um jogo de azar, acreditam nos caça niqueis e nas tais ditas máquinas de jogo. Na mesma hora elas vão lembrar de algum conhecido que joga Poker, que até então elas achavam uma profissão ou hobby peculiar, mas que desse momento em diante elas somente veem a cortina negativa, aquela mesmo do começo dos anos 90, carregada de preconceito e de um víeis leigo. Depois do exagero por parte de alguns, realmente acham que as salas de Poker são compostas por mulheres semi nuas, charutos e uisques a torto e a direito e que não é raro alguém perder uma fazenda ou um carro e sem falar no roubo durante o jogo, por isso a foto do início do texto!

O trabalho do PokerStars, por exemplo, com a contratação do Ronaldo como Team SportStars, é justamente para entrar na casa do cidadão comum, aquele que vê o noticiário e pouco conhece sobre Poker, é mostrar que aquela figura que ele viu marcar muitos gols pela seleção agora carrega um patch de uma sala de Poker, a figura do Ronaldo mostra para a pessoa comum que o Poker também é comum, da um selo que ali não tem nada de errado.

O exemplo do Ronaldo é apenas um de tantos que o meio do Poker tenta levar para a sociedade de que além de não existir ilegalidade é algo de todos. Nos BSOP’s não é raro ver uma autoridade pública não só abrir o evento mas também participar do torneio. Em Brasília tivemos o campeonato das forças de segurança. O BSOP e o CPH possuem transmissão no BandSports. Cada vez mais atletas lotam suas redes sociais com fotos dos seus home games. Se formos falar de cantores então?! Hugo Pena, Thiaguinho, Marcos e Belucci… a lista não para.

Aos poucos o Poker não só vai ganhando espaço mas também credibilidade, e é preciso nascer mais ações de dentro do próprio Poker coma finalidade de aumentar essa credibilidade. Seja na figura dos embaixadores, dos jogadores e dos amadores que são formadores de opinião dentro da sociedade. É preciso nascer mais propostas políticas buscando uma regulamentação, ai ninguém mais vai falar nada contra não é?! Tem que ter mais ações sociais, temos o Instituto Mentes Brilhantes, e precisam surgir muitas outras, o Poker é muito grande e precisa devolver um pouco a sociedade. Nós de dentro do Poker precisamos encabeçar não somente as discussões em época política, mas aquela também fora do período eleitoral, em prol da sociedade, imagina uma mudança radical no seu bairro e isso ser creditado ao Poker?!

Por fim, ontem recebi um texto, de um advogado formado no Mackenzie, ele cursou Direito na mesma época que eu, mas de nome não me recordo se o conheci. O texto tem uma leitura fácil e explica para aqueles que não conhecem um pouco mais sobre a legalidade e os detalhes jurídicos, vale a pena ler, segue o link:

http://justificando.com/2015/03/31/o-poquer-no-direito-penal-brasileiro/

Abraços,

Ban,

2 thoughts on “Poker e a sociedade em geral.

  1. Bacana Ban, concordo com você. Acredito que a luta para formar uma imagem mais aproximada da realidade do poker moderno para a sociedade, ainda será imensa por um bom tempo, e é nosso dever promover essa imagem incansávelmente. E criar mecanismos para a melhoria e desenvolvimento das comunidades, é sem dúvida um excelente caminho para fazermos do poker um esporte popular e bem visto aos olhos da maioria leiga. E claro os artistas e os famosos tem um papel fundamental nesse processo. Abs.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s