Vamos pensar no pré flop?!

Segunda feira já está virando tradição sair um post aqui no blog, o feedback e as mensagens que chegam dão um ânimo a mais, na semana que passou teve até gente mandando gráficos e resultados.

Estudando e revendo alguns leaks do meu jogo, entrei em um tema que é fundamental, muda sempre com a dinâmica do jogo e de tempos em tempos “o que é certo vira errado e o errado vira certo” – os raises.

 

– Pré flop.

Quem pega aqueles livros mais antigos ou busca um artigo da época de 2009, vai lembrar de uma regra básica, raise de 4 vezes o valor da big blind mais 1x por cada limper. Esse era o primeiro passo para a lucratividade, era o santo graal, o poker ainda engatinhava e só de ajustar esses sizes e com a mínima noção de range-por-posição o gráfico ia lá em cima. Mas como sempre falamos, o Poker é um jogo dinâmico, ainda não existia as escolas e o conhecimento era passado a frente de maneira muito mais restrita e devagar. Nos torneios, aos poucos os jogadores regulares perceberam que para uma das ferramentas mais lucrativas do poker – o roubo de blinds – era desnecessário valores de raise pré flop tão altos, aos poucos notaram que 3x tinha a mesmo Fold Equity, depois de um tempo notaram que o 2x no pré flop passava e passava bastante.

Hoje em dia, do middle game para frente só fazemos aquele “2x ou 2x e um cabelinho” e aqueles mesmos jogadores que pensam o jogo fora da caixa lá nos buyins mais altos, começaram a pensar em contra ataques, se todos fazem uma mesma ação, um mesmo valor, precisamos para ser lucrativos fazer algo de diferente, não é?! Começaram a defender mais os blinds, afinal tem mais fold equity, apostar fora de posição em determinadas situações – até a donkbet mudou de nome e virou o lead.

A resposta para isso é se adaptar, se estamos dando muitas odds para os blinds defender, pode ser natural aumentar um pouco o valor do raise, não é estranho ver muitos regulares aumentando para 2.5x, é o velho, quer defender com um range muito maior?! Defenda mas será matematicamente ruim, além de criar potes maiores.

Esse é apenas uma dinâmica que o raise pré flop cria, agora vamos pensar em uma outra situação mais abstrata, rodou em gap até nós, olhamos nosso stack e dos adversários, todos tem mais de 80bbs, muito comum em séries ou naqueles 2r1a da vida, vale a pena fazer o mesmo raise do que em um torneio regular que estamos com a estrutura de efetivos 30bbs?! E se trocássemos a estrutura deep por um turbo, onde quem tem 30bbs é rei e o effetivo normalmente vai ser de push ou fold, até pela dinâmica do push ou fold, raaaaramente o raise um pouco maior que o 2x e um cabelinho será bom. E se então pensarmos nos hypers?!

Viram como um tema pode ser extremamente grande?!

Antigamente nos textos era dado um “faça isso ou faça aquilo”, era o “3x é correto e pronto” hoje em dia tudo é relativo, por isso esse texto se conecta com os outros e mais que dar uma receita ajuda a ensinar a pensar. Por exemplo, já falamos sobre dinâmica, posição, range, tudo isso irá contar na hora de escolher se aumentamos ou não e de quanto será esse size.

Chegará uma hora que olharemos para o lado e estamos tão deep que um raise maior que o normal é justo, por termos vantagem sobre o adversário queremos um pote maior. Outro extremo seria o stack efetivo ser baixo e a única saída não é nem fazer 3…4..5x… mas ir all in direto, uma arma de alta lucratividade nos turbos e hypers.

Nesse texto deu para dar uma viajada legal em termos de pré flop, algumas considerações e ainda nem chegamos nas 3bets que junta tudo isso e mais um pouco. Conforme as mensagens forem chegando vamos falando mais ou menos sobre um tema, mas espero que continuem chegando cada vez mais!

 

Abraços

Ban,

Qual o seu hobby?!

Se você perguntar para um jogador profissional de Poker ele dificilmente vai ter um hobby, estranho não é?!

Todo mundo teve seu motivo para entrar no mundo do Poker obviamente o mais comum além de fazer aquilo que ama foi por que se diverte enquanto ‘trabalha’, vê alegria. O cara resolve virar profissional e simplesmente deixa todas as outras atividades de lado, resolve respirar poker 24 horas 7 dias por semana, isso pode parecer perfeito, você tem foco e dedicação integral naquilo que ama e ainda se dedica como ninguém ao trabalho, e aquilo que teria tudo para ser uma combinação de sucesso pode virar uma combinação explosiva.

Aqui pelo QG Akkari Team, já passaram mais de 60 jogadores pelo time micro, mais de 500 pessoas pelos cursos e poderiam ter mais sucesso se usassem a vontade com o foco correto, se canalizassem a energia do surto.

 

 

1 – Day off é day off

Trate o jogo como uma empresa e não só na área da gestão de bankroll. Se programe, coloque X dias para jogo, Y dias pra estudos e separe um ou dois dias off Poker durante a sua semana. Às vezes quando perguntamos sobre a organização do jogador, ele diz que grinda 4 dias por semana e tira o resto da semana como folga, ai você pergunta o que ele faz na folga e ele diz que “estuda, aproveita para assistir vídeos de poker e fazer reviews…” . Estudar, fazer coaching, reviews o que for relacionado ao Poker é parte do seu trabalho como jogador profissional de Poker e não atribuições do seu “dia livre”. Quanto mais no começo estamos mais precisamos estudar e com certeza não vamos parar de estudar pela carreira toda, ou ficamos defasados. Se fizer de maneira desprogramada, uma hora simplesmente vai cansar, seu cérebro não vai absorver e você não vai mais render o que deveria, sem falar que vai ficar bem antisocial quando o Poker acima de tudo é um jogo de pessoas.

 

2- Tenha um hobby e curta a família.

Como disse no começo, o Poker tem muitas atrações e quando o cara resolve ser profissional parece que ele esquece todas essas ‘facilidades’. Muita gente pensa em se tornar profissional para ter mais tempo com a família, com os amigos, poder jogar futebol na segunda à tarde. Mas ai se torna ‘profissional’ e esquece tudo isso, não vai para a acadêmia, joga de casa trancado em um quarto escuro, não sai de final de semana por que tem que grindar, não sai de dia da semana por que tem que grindar, não dá bom dia ou boa noite para a namorada por que está em tilt. É a mesma coisa do estresse, você decidiu isso para a sua vida, por que vai xingar tudo e a todos como toda uma bad beat? Quer ter um infarto aos 40 anos?! Você precisa de pontos de escape, Yoga, meditação, religião, futebol toda semana, sei lá qual mais combina com você… mas você precisa ter… ou vai virar uma bomba relógio, vai entrar em parafuso e colocar abaixo algo que no longo prazo poderia ser uma carreira de sucesso.

 

3- Não é vagabundagem.

Esse texto não tem nada e não é uma defesa para não grindar, estudar, muito pelo contrário. A rotina aqui no QG é bem definida, temos dias para grind, dia para estudos. Desde que entrei para o time, isso lá em 2012, foi bem claro… grind e estudos de domingo a quinta, sexta e sábado é day off. O tempo passou e o QG vem se tornando mais profissional, agora temos horas reservada para algumas atividades, ajuda na disciplina (jogador de Poker é indisciplinado por natureza!!). tudo isso ajuda em alguns pontos, rendemos mais, respiramos Poker, vivemos Poker, mas sabemos que se não tivermos tempo de descanso na semana a informação vai parar de entrar, o gosto pelo grind vai sumir e o estresse vai tomar conta. Trate sua carreira como uma verdadeira empresa e siga à risca seu planejamento, estabeleça metas, planos, cronograma…

 

Aqui sempre foi falado do surto, de dar ao máximo, de respirar Poker…. mas se você quiser sobreviver ao longo prazo precisará de válvulas de escape. Ou suas metas não farão sentido, o tesão pelo jogo vai sumir, quando aqueles períodos não tão bons dos mtt’s acontecerem a frustração vai tomar conta. Isso também tem muita relação com os planos e metas “macros” o “global”, o que você quer ser daqui 20 anos…. é algo que te ajuda a sobreviver às pancadas de todos os dias.

 

Abraços,

Ban

Vamos aprender com as transmissões?!

E a semana que passou teve LAPT Peru, do qual eu tive o prazer de em alguns dias participar fazendo os comentários na Tv Poker Pro.

O Poker televisionado sempre foi uma forma de atrair novos jogadores, desde aqueles cash games com Brunson, Ivey e Chris Fergunson. Com o tempo as transmissões de torneios quase que na integra foram tomando espaço e de um bom tempo para cá temos as transmissões não só ao vivo mas também com interações ao vivo, via twitter e facebook.

E como podemos aprender com as transmissões?!
1- Postura e comportamento!

Nos primórdios das transmissões, onde tudo que tínhamos eram aqueles cash games, a mão começava e viamos um Negreanu que não parava de falar, ou no final um Phil Hellmuth rolando no chão após uma bad beat ou então algum amador tentando blefar – e sendo blefado – pelo Phil Ivey. Aquelas transmissões não mostrava o “dia a dia”
do torneio, onde o feijão com arroz do ‘bet-fold” ou ‘bet e c-bet’ são as coisas que mais vemos.
Seja no Pokerstars.tv, youtube, acervos da TvPokerPro ou no WSOP na ESPN temos torneios inteiros, podemos assistir e reassistir toda a trajetória e construção de um torneio. Ver e entender que aquelas mãos mirabolantes é uma exceção!
2- Tudo faz sentido e se conecta.
Estamos ao vivo, no máximo com um delay, tudo se conecta, não acontece uma mão e corta paa outra de outra mesa ou então para uma que aconteceu 4 órbitas depois. O jogo seguindo sua sequência, não só iremos ver como cada jogador joga cada posição e cada fase do torneio mas vamos poder entender a dinâmica do jogo, como está o “level” entre cada jogador, entender como o ganhar ou perder de uma mão afeta e como o jogador X se comporta com determinado stack.

3- Interação ao vivo!
Além de tudo que já foi falado, tem comentaristas e narradores, interpretando, comentando e tirando as dúvidas que chegam via twitter e facebook. São pessoas que vivem e estudam o jogo há anos, masterizaram interpretar e passar para o público aquilo que está acontecendo na mesa com a maior clareza. E você ainda tem a chance de enviar sua pergunta e tê-la respondida ao vivo, é praticamente um coaching de graça, mais que excelente para quem está começando e precisa de fontes gratuítas de aprendizado.

É isso ai galera, quem disse que não dá para aprender também com as transmissões?! Tem muita coisa boa!!

Abraços
Ban,

Tells online!? Temos aos montes!

Não importa se é em coachings, nos cursos lá no QG e até mesmo nas transmissões da TVPP que já fiz, uma dúvida universal é sempre se existe as famosas “tells” no Online e ouso dizer, existe até mais nas mesas do PokerStars do que nas mesas de um BSOP da vida. Estamos acostumados com aqueles tells clássicos dos livros de antigamente, a mão tremendo, a roupa velha na construção da imagem mas e no online?! Como funciona?!

 

Troque a aparência pelos sites de track!

É um clássico dos livros e do live, reparar em como a pessoa se veste, saber mais sobre ela para saber sua condição social, por um motivo lógico, o quanto e como ela irá reagir a pressão do dinheiro. No live temos roupas velhas ou terno, barba por fazer ou modo de se portar na mesa, já no Online temos SharkScope, OPR e o não menos importante Gooogle, podemos saber muito mais sobre aquela pessoa, seus ganhos, seu gráfico, se é jogador recreativo ou profissional, com poucos clicks. Lembra do post passado sobre notes?! Então uma dica é buscar no Sharkscope e fazer note para não precisar gastar pesquisas no futuro.

 

Troque a euforia da pessoa por de onde ela joga.

Não achei a metáfora ideal mas esse ponto é a “tell” moderna mais efetiva. Quem joga no PokerStars consegue ver se a pessoa está jogando no tablet, celular ou do pc normal. É uma informação recente, até o ano passado não dava para saber e talvez nem existisse a possibilidade de jogar. Você saberá que um regular raramente estará jogando do tablet/celular, se estiver estará em uma mesa e por causa de uma emergência – menos alguns locks por ai – ou então no final da session depois de ter grindado por horas na frente do computador quer ter um momento mais a vontade. Mas vamos falar sobre a grande maioria das pessoas, jogam no celular para se divertir de forma recreativa…. isso irá implicar em diversas consequências: provavelmente ela terá maiores distrações ao seu redor; ficará disconect com uma frequência muito maior por causa do sinal fraco de wifi ou 3g ruim; terá também dificuldade em alinhar sizes, principalmente pelo celular, já que digitar dá trabalho e é mais fácil clicar no +, tendo mais bets redondas e maiores.

 

CTRL + F 

Assim como precisamos procurar alguma coisa e apertamos CTRL+F, no PokerStars temos a mesma ferramenta e uma das mais úteis na hora de colher informação que as pessoas estão dando – normalmente – de forma involuntária. Você pesquisa lá e o cidadão está jogando em 32 mesas, bom você já sabe que as ações dele serão mais automáticas, buscando um jogo mecanizado e que dificilmente farão jogadas rebuscadas no pós flop e também terão dificuldades em reconstruir algumas jogadas, também estando em muitas mesas naturalmente evitarão as jogadas complexas por colocar em risco o fluxo de todas as outras mesas. Quer outro exemplo?! Estamos perto da bolha da mesa final, temos um adversário que em todas as jogadas usa praticamente todo o time banking, quase foldando automaticamente, damos o CTRL+F e ele está apenas nessa mesa, a chance dele estar enrolando por estar pressionado pelo dinheiro ou pela expectativa de fazer mesa final é grande.

 

E isso é só o começo, em cima dessas três fontes, dá para descobrir muito mais dos adversários, pegar “tells” do momento. Quem tem raízes mais fortes no jogo live tem dificuldade em encontrar no online, mas elas são até mais óbvias e mais fáceis, até por que quando “pesquisamos” essas “tells”, o adversário não tem como nem imaginar.

 

Comentários e sugestões?! Pode mandar que é bem vindo!

 

Abraços

Ban

Anote tudo!

note-photo

 

Final de semana aqui foi de muita correria, sexta reunião pré Vestibular e no sábado ocorreu o Vestibular, 300 pessoas em busca de dar um passo ao profissionalismo, estar perto de quem respira poker 24 horas por dia.

O meu papel foi fazer uma primeira parte das entrevistas, além de algumas perguntas pessoais, haviam duas mais técnicas. Mas o mais importante foi estar perto de pessoas que estavam lá pelo mesmo motivo que um dia eu estive, e que puta responsa foi isso.

 

Agora pensando em dicas para quem está dando os primeiros passos, lembrei de um vídeo que fiz há um tempo para o CT SuperPoker sobre notes, o que é um dos segredos para quem joga muitas mesas e te ajudará a ter informações na próxima vez que encontrar com o mesmo adversário em outro torneio ou no mesmo em outras fases. As quase 1 hora de dicas sobre note os assinantes podem conferir no CT SuperPoker mas aqui segue algumas para todo mundo:

 

Crie seu sistema!

Lembra de quando anotava algo na escola?! Só você entendia, não adiantava pegar o caderno de alguém para copiar depois, aquelas siglas e abreviações só eram óbvias para quem escreveu. O mesmo vale para os notes, o PokerStars felizmente tem um sistema de notes bastante flexível, você pode trocar as cores e as nomear. Alguns classificam os jogadores por Lucro, outros classificam por nível de jogo, se é regular ou não é. Crie o seu sistema, só você poderá dizer qual é o melhor, faça algo com a sua cara!

 

Faça notes fora do grind e da jogada!

Você pode fazer notes em qualquer jogador no PokerStars mesmo que não esteja na mesa, até na tela do replay se der um duplo click dá para fazer note. Uma coisa que sempre fazemos para estudar é assistir as retas finais dos torneios principais que estão em FT ou semi,  viu a mão entre jogadores que pode enfrentar no futuro?! Note neles! Fez review de um torneio?! Note neles também.

 

Faça notes inteligentes.

Você está fazendo notas para melhorar seu jogo, ter mais informações no futuro, há algumas jogadas que não merecem notes, aquelas comuns, não tem por que anotar que um jogador flipou 20bbs ou então aquele cooler de AAvsKK. Anote coisas que são fora da curva, atolar 150bbs no early game no 10/20, pode merecer note se for um jogador regular, sizes diferentes do padrão também são relevantes, vê um jogador sempre abrindo X e depois ele abre Y e vê o showdown?! Tome nota, pode ser um leak dos grandes. Busque fazer note sobre jogadores relevantes, com o tempo você verá com muita frequência os mesmos adversários, foco neles!

 

Atualize-se!

O Poker evolui muito rápido por ser um jogo de pessoas e as pessoas estudam, evoluem, passam por momentos diferentes, tilts, coachings, times, tendências. Estar atendo à data da nota é fundamental, raramente uma note de meses atrás será efetiva. Então é válido reciclar os notes, desapegar e deletar aquelas velhas.

 

Lembra do post que fiz há uns dias sobre ranges?! Agora pense como será importante ter informações de mãos anteriores, saber como o adversário jogou determinadas mãos e como ele se comporta em determinada situação. Com os Notes você terá uma ferramenta a mais na hora da reconstrução da jogada e poderá tomar a melhor ação!

 

E claro, todo comentário e feedback é muito bem vindo!

 

Abraços!

Ban

Vai prestar o Vestibular do QG Akkari Team?!

O Surto!

Agora é véspera do Vestibular para o QG Akkari Team, sei que temos mais de 300 pessoas inscritas e vai bombar!

Hoje durante a tarde fomos até o local da prova, conversamos entre nós e repassamos o cronograma, deixamos tudo redondinho e programado para tudo correr da melhor forma possível amanhã.

Pensei muito em dicas para quem está inscrito ou então planeja um dia prestar para o time, afinal, 2 anos atrás eu estava dando os primeiros passos no time depois de ter passado por uma bateria de entrevistas, lembro que a com o Akkari me deixou mega nervoso. Felizmente deu tudo certo, 2 anos de time se passaram, muitas pessoas passaram lá pelo time micro, quase 600 pelo curso do final de semana e agora tem o Vestibular que será algo extremamente profissional, dando a credibilidade que o esporte e o projeto merecem. Como de estudos não dá para falar muita coisa, não adianta na véspera falar para estudar range ou pré flop, sei que deve ter um monte de gente grindando os vídeos do CT SuperPoker nesse momento revendo aqueles pontos que tem dificuldade. E lembrando que eu já passei por isso, vai algumas dicas:

 

Calma Cara!

É isso ai, CALMA! Em todos os sentidos, antes da prova para ter uma noite bem dormida, na hora da prova para responder corretamente todas as questões e demais etapas. Sei que é muito difícil pedir isso, esses dias o DelValle mandou a minha entrevista que fiz há dois anos, escutando a gravação a primeira coisa que pensei foi no quanto eu estava nervoso! Ou então na minha transmissão pela TVPP que estava tremendo mais que tudo. É bom estar nervoso, é algo importante mas fique no nervosismo positivo, aquele que te motiva e te empurra. Mas pare por ai Poker é um jogo de tomada de decisões, autocontrole é essencial em todas as áreas!

 

Lembra da FUVEST?! Então!

Além do nervosismo que falei, lembre de todas aquelas dicas de quando estava saindo do ensino médio e prestando um vestibular para uma Universidade. Se preserve hoje, evite sair, olhe no google maps o local, como chegar etc. Não sei que horas será sua prova amanhã mas se deixar para em cima da hora, com certeza a adrenalina irá lá em cima, vai se afobar e isso afetará seu raciocínio!

 

Seja honesto! 

Você está fazendo o Vestibular para um time onde as pessoas não só conversam sobre Poker mas também moram juntas, passam pelo menos 5 dias da semana dividindo não só o espaço profissional mas também o espaço pessoal. Nesse tempo de time eu ganhei verdadeiros irmãos, pessoas que mesmo com os perrengues que elas tem, sei que posso contar e sempre poderão me ajudar como sempre ajudaram.

O mesmo acontece para quem vai entrar, não só está entrando um colega novo de time, mas alguém que eu espero ( e todo time espera) que seja parte da família, de estar do lado na hora da badbeat, respirar fundo e se registrar no próximo e também na hora da cravada, gritando as cartas na hora daquele all in e ficando feliz com o resultado alheio mesmo que a fase nossa não seja muito boa.

 

É o primeiro Vestibular

Exatamente, no decorrer dos times micros muitas pessoas prestaram uma, duas, e puft, entraram na quarta vez. Para quem estuda, se dedica e persiste, se não foi nessa vez será na próxima, é questão de tempo. Caso não passe, utilize aquele sentimento para potencializar os estudos e no próximo se inscrever novamente, o projeto é muito grande para parar no primeiro não, o outro lado também existe, da mesma maneira que algumas pessoas depois de um tempo percebem que o Poker como recreação é um tesão e escolhem outros ramos, seja virar engenheiros, advogados, médicos etc…

 

Então galera, amanhã mantenham a calma, mantenham o foco, muita calma nessa hora, façam a prova no seu tempo, leiam e releiam cada pergunta. Será um prazer receber a todos amanhã e estou ansioso para conhecer os novos parceiros de time!

 

Abraços

Ban