E assim foi o dia 1A do CPH!

Caraca depois de tudo que aconteceu ontem não sei nem por onde começar esse post!! Foram tantas coisas fora do comum mas vamos lá…

Quem me conhece um pouquinho mais, não precisa ser muito, seja das transmissões ou dos posts sabe que minha experiência no jogo live era quase zero, só não era zero pela bagagem que eu adquiri durante 60 dias em Vegas e pelas transmissões da Tv Poker Pro onde passava quase 12 horas por dia analisando jogadas e o que acontecia na mesa, além da cornetada =)

Antes de eu chegar na mão que eu cai com quase 8 horas de jogo, antes de mais nada só tenho a elogiar a estrutura do CPH, com certeza deveria ser adotada por demais torneios estruturas similares, onde o jogo permanece deep com uma média legal, coisa parecida só no BSOP!

Sobre o fato de eu ser mirim/fraldinha nos lives ontem talvez tenha sido um marco sem precedentes na minha carreira, a experiência que eu ganhei, algumas mãos que eu joguei foram e serão essenciais para a minha formação. A mesa da Tv estava bem difícil, não digo que tinha pessoas com elevado nível de conhecimento ou estratégia, mas todo mundo ali sabia (e bem) o que estava fazendo, a exemplo de não profissionais como o Robigol e Uelton Lima. De profissionais passou o SantaLucia que já tem um LAPT no curriculum e o “Cha”, esse Cha é um regular de live, não o conhecia antes e se teve alguém que eu me surpreendi com o jogo foi ele, bastante sólido mas muito para frente, fletava sempre em posição algumas mãos que desenvolviam bem e sabia extrair valor quando tinha.

Foi justamente contra o Cha que joguei meus melhores pós flop e que fui ownado no pré flop na mão que cai.

O jogo online é fundamental para a formação de um jogador, o número de mãos que joguei ontem talvez tenha sido o que jogo nos primeiros 30minutos de uma reta de domingo. Mas comecei a aprender algo que eu não tinha com o online, que era analisar as pessoas, bater o papo, estar descontraído até que uma mão maior ou uma ação mais pesada acontece.

Não digo que no online não analiso as pessoas ou não rola uma tensão, mas é tudo diferente, ali você esta dentro da mesa, sentindo o que está acontecendo e literalmente vivendo aquilo. E repito, nunca imaginei que iria aprender tanto em tão pouco tempo. Quando voltar a campo nas telinhas do Pokerstars darei muito mais trabalho!

Houveram algumas mãos que eu gostei muito, como um fold de AA no flop Jh9h4d contra o Cha, não era um fold fácil mas ele agiu da mesma maneira de quando havia trincado outras vezes, mesma postura, mesmo sizes, mesma forma de pegar nas fichas. Muckei o AA e ele o melhor set, de valas.

Algumas mãos variadas que gostei bastante também foram algumas que consegui extrair valor no river overbetando, tinha 2 no pote, betava 4 e eles pagavam com qualquer segundo par!

Outra adaptação que senti um pouco de dificuldade no começo mas é bem comum e logo logo estarei bem adaptado é o fato de você subir e ter mais 6 pessoas na mão junto contigo rsrsrs. ou então os sies de 3bet que se eu continuar fazendo o mesmo do online vou tomar call até do Dealer!!

E foi justamente em uma mão similar que cai, o jogador em utg abre 3x, o Cha em early position dá call, mais um call, Uelton também da call e Marujo no CO dá uma mini 3bet e a ação chegou até mim no botão que vejo QQ. Minha preocupação inicial era com o primeiro jogador que tinha feito o raise, sabia que ele podia ter qualquer abacaxi ali, mas era o único que podia ter algo mais forte, afinal, todos fletaram, pensei mais um pouco e estourei all in, era muido dead money na mesa, quase 20bbs e eu com um stack de 35… o primeiro fold e para minha surpresa o Cha estoura por cima… sick demais… ali já sabia que coisa boa não vinha, o resto da minha leitura estava correta, todos foldaram inclusive o Marujo que tinha 3betado, pelo size e pela forma não consegui dar credibilidade para a 3bet dele então não era preocupação. Fomos para o showdown e o Cha tinha AA… só conseguia pensar “caceta!! que flat foi esse!!??” Sinceramente não gosto nenhum pouco, a mesa inteira estava pagando toda hora, era sempre pote contra 5, só fletar esse AA era perder ev pela quantidade de gente, ele teria que jogar de forma mais comedida e não extrair valor suficiente, a menos que encontrasse um cooler, como foi o que aconteceu quando eu estourei a QQ.

E assim ggzei do torneio. Com uma das piores sensações do mundo hahaha… não sabia que era tão ruim cair de um torneio ao vivo. Situações como essa acontecem todo dia na mesa, no online até muitas vezes por dia pela nossa quantidade de tela. Mas ali ao vivo, a mesa inteira olhando, aquele silêncio enquanto o dealer Tininho batia o flop e nada mudava era uma situação única. E deu aquela sensação ruim por que joguei muito bem durante todo o torneio.

Só teve uma mão que eu não gostei como joguei que foi um 33 que tentei blefar turn, em um board todo catrupe lá para cima e tudo em paus. Se aposto aquele turn, tenho que apostar o river, já que foi uma blank total. Acho que seria pago da mesma maneira na aposta no river, mas era o certo a se fazer, não fiz e perdi um pote legal pouco antes da mão que cai. Talvez esse 33 tenha jogado mal por não conhecer o adversário e também pelas longas horas, já estava levemente cansado.

E assim foi o breve resumo do meu primeiro torneio oficial ao vivo. Se tudo der certo hoje vamos para o dia 1B do CPH!

Boa sorte para nós!!!

Vamoooo

Advertisements

4 thoughts on “E assim foi o dia 1A do CPH!

  1. Ban, tem alguma transmissão dos torneios da CPH? Ontem você colocou o link do mebeliska no facebook, mas não achei a transmissão lá!

    A-game no 1B pra ti então! Vamoooooooooooooooooooooo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s